Porto Alegre : Revitalização do Cais Mauá pretende resgatar cartão postal da Capital gaúcha

Revitalização Cais do Porto Mauá em Porto Alegre

Revitalização Cais do Porto Mauá em Porto Alegre

O turismo gaúcho e de Porto Alegre teve um avanço significativo com a assinatura da ordem de início das obras de um dos mais importantes cartões postais da Capital, o Cais Mauá. Após diversas discussões sobre o impacto ambiental e quais empreendimentos serão construídos no local, o consórcio Cais Mauá bancará o projeto sem contrapartida da Prefeitura de Porto Alegre e do Governo do Estado.
O grupo de investimento que assumiu a concessão do Cais Mauá, no centro de Porto Alegre, anunciou na quinta-feira (1º.03.18) que vai entregar a primeira etapa da revitalização até o final de 2019. A obra custará cerca de R$ 140 milhões e inclui a recuperação dos 11 armazéns centrais e o pórtico. O grupo possui recursos de R$ 100 milhões para garantir a execução deste espaço. O investimento total é de R$ 500 milhões nos três setores de execução: armazéns, docas e gasômetro.
A segunda fase corresponde ao setor Docas, que prevê a construção de torres comerciais com serviço de hotelaria, centro de convenções e estacionamento e a recuperação da Praça Edgar Schneider. A última fase é a área do Gasômetro, que receberá um centro comercial.
O projeto prevê a revitalização de 3,2 quilômetros do Cais, com restauro histórico, ciclovia, revitalização de praças, construção de edifícios comerciais verticais e horizontais e praça de alimentação. A área total que será recuperada é de 181 mil metros quadrados. A previsão para conclusão é de seis anos. A concessão da área é por 25 anos.
O governo acredita que a nova área vai gerar 28,8 mil novos empregos diretos e indiretos, e arrecadação de tributos municipais, estaduais e federais, de aproximadamente R$ 216 milhões.

Adriane Hilbig Barco Cisne Branco Porto Alegre
Adriane Hilbig Barco Cisne Branco Porto Alegre
 
Cisne Branco – Morador ilustre e querido
A revitalização do Cais Mauá, vai mudar não somente a paisagem da cidade como a auto estima do porto alegrense. E nós estamos precisando disto. Diante de tanta notícia negativa, uma que trará benefícios para todos. “Ninguém mais do que nós do Cisne Branco, aguardamos e torcemos por esta revitalização”, diz a proprietária da embarcação, Adriane Hilbig. “Viemos para o Cais do Porto em 1991, a convite do Governo do Estado, na época, para iniciar o Processo de revitalização, então estamos acompanhando tudo desde lá e ficamos muito satisfeitos que o Consórcio Cais Mauá do Brasil hoje, após 26 anos, está materializando este sonho”, afirma ela.
O Cisne Branco trabalha há 40 anos trazendo o turista (morador ou não da cidade de Porto Alegre) para passear e admirar Porto Alegre por outro ângulo, fazendo a conexão da cidade com seu rio. Os passeios têm este poder: tirar a pessoa “da” cidade e olhar “para a” cidade.
O Cais do Porto vai trazer a população para a beira do rio com os diversos atrativos de turismo, cultura e lazer, fazendo com que a população incorpore novamente o Guaíba na sua rotina diária.
SINDHA e SHPOA – projeto beneficiará o turismo local
O presidente do Sindicato de Hotéis de Porto Alegre (SHPOA), Carlos Henrique Schmidt, destaca que a revitalização do Cais Mauá beneficiará de forma gradativa o desenvolvimento da cidade, além de incrementar os negócios na região possibilitando a geração de novos empregos. “Para o nosso setor, o Cais é fundamental. Este foi um passo extremamente importante para Porto Alegre. Esperamos que o Consórcio tenha sucesso nas obras, pois já sofremos muito com as idas e vindas desta pauta tão relevante para o turismo e geração de empregos da capital”, ressaltou.
Para o presidente do SHPOA, o momento é de planejamento e serenidade no processo. “Mais do que tudo, era necessário tornar aquele espaço ocioso em um grande centro turístico. Não apenas para visitantes, mas para o cidadão porto-alegrense que merece um local digno em uma das áreas mais belas da cidade”, finaliza Schmidt.
Notícia boa
Ano eleitoral, tudo acontece, tudo anda no Executivo. Independente disso, é preciso comemorar a proposta de revitalização do Cais do Porto, ação que vai gerar inúmeros benefícios ao turismo, negócios, cidadãos e governos. Importante destacar : sem dinheiro público.