Receita Gravatinha ao Pesto de Tomate Seco com Rucula

Receita de Massa Gravatinha ao Pesto de Tomate Seco com Rúcula

Ingredientes 
::: 1 embalagem de Gravatinha Com Ovos 
::: 1 xícara (chá) de azeite de oliva
::: 200g de tomate seco, picados
::: 2 dentes de alho, picados
::: 50g de nozes, picadas
::: queijo parmesão, ralado
::: 1 maço de rúcula
::: Sal
Modo de Preparo:
::: Comece preparando o pesto de tomate seco.
::: Leve ao liquidificador, o azeite, o tomate seco, o alho, as nozes e bata até envolver bem todos os ingredientes.
::: Acerte o sal e reserve.
::: Numa panela grande ferva 5 litros de água com sal e cozinhe a massa. Para isso, coloque a massa e mexa de vez em quando, até que a água volte a ferver.
::: Deixe cozinhar de acordo com o tempo indicado na embalagem ou até que fique ‘al dente’, ou seja, macia, porém resistente à mordida.
::: Escorra a massa, acomode num refratário grande, acrescente o pesto de tomate seco e envolva bem com a ajuda de dois garfos grandes.
::: Polvilhe o queijo parmesão, acomode por cima as folhas de rúcula e sirva a seguir.
Informações nutricionais – total receita
::: Valor calórico | 3.703 kcal
::: Proteínas | 76,7g
::: Carboidratos | 432g
::: Gorduras | 198g
Informações nutricionais – por porção (aproximadamente 270g)
::: Valor calórico | 618 kcal
::: Proteínas | 13g
::: Carboidratos | 72g
::: Gorduras | 33g 
Mitos sobre o consumo de massas
::: Prato preferido do brasileiro, macarrão pode ser saboreado sem restrições e o melhor:
não engorda
O macarrão é um dos ingredientes mais versáteis existentes na culinária. Seus inúmeros cortes permitem combinações com diversos molhos, carnes e vegetais. Por ser tão popular na mesa do brasileiro a massa também está envolta em diversos mitos. Quem nunca ouviu dizer que macarrão engorda ? A nutricionista Priscila Rosa esclarece o que realmente é verdade.
Com certeza o mito mais difundido de todos é de que o macarrão engorda, por ser rico em carboidrato. Segundo a nutricionista na verdade não é a massa que engorda e sim a quantidade consumida e principalmente os acompanhamentos e molhos.
De acordo com Priscila quando este tipo de alimento é consumido nas quantidades adequadas para cada tipo de metabolismo e com molhos magros, como o ao sugo, de ervas ou com vegetais, o resultado é mais energia para o dia a dia. Ela lembra ainda que a recomendação diária de consumo de carboidratos indicada pelo Guia Alimentar para População Brasileira (divulgado pelo Ministério da Saúde) é de 5 a 6 porções.
O fato do macarrão não engordar já é uma boa notícia, melhor ainda é saber que as massas podem ajudar a emagrecer. “O macarrão faz com que o metabolismo fique mais ativo e com isso queime mais gorduras”, explica a nutricionista.
Para as mulheres que sofrem com a tão temida TPM mais uma notícia boa: o macarrão pode ajudar a liberar serotonina, substância química que age no cérebro gerando a sensação de bem-estar e tranquilizando os ânimos.
“O macarrão pode ser incluído em uma dieta balanceada. Além de molhos ‘leves’ a dica para não elevar o valor calórico e a quantidade de gorduras é escolher acompanhamentos nutritivos como um filé grelhado (frango, peixe e carne bovina magra) ou uma boa salada de folhas e vegetais”, finaliza Priscila.

Dia Mundial do Macarrão

Pode ser espaguete, penne, fusilli, talharim, conchiglione, farfalle, entre tantos outros formatos. Não importa qual o tipo ou a combinação do molho, uma coisa é certa: a famosa macarronada é um dos pratos mais tradicionais na mesa das famílias e ganhou uma data especial. O Dia Mundial do Macarrão foi instituído em 25 de outubro de 1995 em Roma, durante o I World Pasta Congresso (Congresso Mundial de Macarrão), que reuniu os principais fabricantes em todo o mundo. O Brasil é o 3º maior produtor e consumidor mundial. Em 2017, o mercado brasileiro de massas alimentícias faturou mais de R$ 8,751 bilhões e foram consumidos 1,208 milhão de toneladas. Nosso consumo per capita é de 5,8 kg por ano.