Importância da atividade física para idosos por Carlos Alberto Holdefer

Idosos Atividade Física - Sortimentos.com Saúde - Foto : PressMaster
Idosos Atividade Física – Sortimentos.com Saúde – Foto : PressMaster

Sortimentos.com Atividade Física

Importância da atividade física para idosos por Carlos Alberto Holdefer*

A OMS (Organização Mundial da Saúde) classifica como “idosos” os indivíduos maiores de 60 anos nos países em desenvolvimento e acima de 65 anos nos países desenvolvidos. O envelhecimento é um processo inevitável e, com ele, surgem especificidades que devem ser consideradas para uma melhora na qualidade de vida, tanto física quanto mental.

Fazer uma atividade prazerosa que traga resultados benéficos aos indivíduos dessa faixa etária pode aumentar a longevidade e fazer com que os nossos “velhinhos” sejam muito mais felizes. Vale salientar que a segurança de estar em condições para realizar atividades físicas é primordial, e para tal um médico deve ser consultado. Após a liberação médica, é recomendado que um profissional de Educação Física acompanhe todo o processo.

Para evitar que problemas físicos e mentais comprometam a qualidade de vida, é importante a prática de atividade física durante todas as etapas da vida. Isso permitirá que a fase idosa seja repleta de oportunidades e possibilidades para ter uma vivência mais leve, agradável e proveitosa.

No campo fisiológico, essa idade sofre com as perdas de algumas funcionalidades, tais como a capacidade ventilatória e a força muscular. Esses fatores impactam diretamente na qualidade de vida, tornando esses indivíduos mais sujeitos ao aparecimento de morbidades.

Outro campo importante a ser considerado é o psicológico, pois os idosos tendem a ser mais carentes, visto que, de maneira geral, são aposentados e essa “desocupação” pode impactar em um desequilíbrio emocional, levando o o idoso a desenvolver sintomas que culminar em um caso de depressão, por exemplo.

Com a cabeça ocupada, seja em pequenas tarefas domésticas, fazendo caminhadas ou desempenhando algumas habilidades através de produção de artesanato, os idosos tendem a retardar a inatividade, pois os campos mental e físico são igualmente importantes nesse fenômeno.

Ao profissional de Educação Física cabe a tarefa de incentivar essas práticas para manter o grupo animado e ativo. À família recai a responsabilidade de dar todo o suporte emocional e financeiro, possibilitando a vivência de experiências ricas em alegria e satisfação. Isso requer tempo, paciência, amor e muita dedicação, pois nunca é tarde para retribuir todo o bem e possibilidades que eles nos proporcionaram.

*Carlos Alberto Holdefer é professor dos cursos de bacharelado e licenciatura em Educação Física do Centro Universitário Internacional Uninter.