Ponto G : existe mesmo ? Onde fica ? Como encontrar ?

Ponto G existe, onde fica ? Ponto G como encontrar ? Sortimentos Sexo
Ponto G : existe mesmo ? Onde fica ? Como encontrar ?

Ponto G

Existe ? Onde fica? Como encontrar?

O ponto G tem sido tema comum de debates ao longos das últimas décadas, principalmente na virada para o século XXI. Desde que ele foi oficialmente descoberto muitos estudos foram realizados para tentar comprovar a sua existência. Existem, por outro lado, pesquisas que tentam mostrar inverdades em relação ao tema, dizendo que tudo não passa de uma farsa.

A grande polêmica em relação a essa musculatura presente no corpo feminino diz respeito ao local onde ele realmente fica. A pesquisadora australiana Helen O’Connel, em 2016 disse que ele era fruto da fricção do clitóris, uretra e parede vaginal, enquanto o ginecologista americano Adam Ostrzenski disse, em 2012, que havia achado o ponto G.

Por que ele é chamado de ponto G?

Todas as coisas são chamadas por um nome e muitas delas parecem não ter um significado bem definido. Alguns nomes inclusive são bem confusos e podem gerar dúvidas nas pessoas. Entre eles, podemos citar o ponto G. Por que carrega essa dominação? Se você sempre teve essa dúvida, agora vamos explicar.

O ponto G também é conhecido como ponto de Gräfenberg, servindo como uma referência ao ginecologista alemão Ernst Gräfenberg. Ele era famoso por estudar os órgãos genitais femininos, em 1950 tratou sobre a ejaculação feminina em uma publicação. Então, em 1981, os sexólogos John D. Perry e Beverly Whipple chamaram a zona perto da parede vaginal de ponto de Gräfenberg.

Ponto G existe mesmo?

Nada na ciência é imutável, a mentira de amanhã é a verdade de hoje. Em relação ao ponto G, tem especialistas que confirmam a sua existência física e outros negam. Fato é que realmente as mulheres têm mais prazer quando essa região é excitada.

Esse debate vem acontecendo desde a década de 1980, e ficou mais intenso nos últimos anos. Oficialmente ele existe, mas ainda existem alguns que tentam mostrar o contrário. Isso não importa muito, o que importa mesmo é conhecer o próprio corpo, para identificar quais são as regiões mais aptas ao prazer.

Onde fica o ponto G?

Estudos já mostraram que o ponto G pode ser localizado atrás do púbis, próximo da uretra, podendo ser tocado com os dedos. O tamanho varia de acordo com a mulher, e em 87% dos testes, foi localizado no lado esquerdo.

Pode ser que você não encontre essa musculatura de primeira, então é bom continuar com os testes, até que localize. As mulheres que conseguem encontra-lo dizem que a sensação é incrível.

Como encontrar o ponto G?

Pode ser que você já tenha ouvido falar muitas vezes sobre o tal ponto G, mas nunca tenha localizando-o em seu corpo. Pois bem, existem algumas técnicas que podem ser colocadas em prática e que ajudam na localização dele.

Você poderá estimular a região utilizando os seus próprios dedos. É uma área que fica localizada 5 cm acima da entrada da vagina, na parede frontal, possuindo o tamanho de uma moeda. Dá para perceber pela textura, já que nesta região o tecido é um pouco mais áspero.

Para fazer a descoberto, você deverá introduzir o dedo dentro da vagina, e dobre o dedo, em um ritmo contínuo, até que possa fazer a localização correta. Fica mais fácil para encontrar o ponto G nos momentos em que a mulher está excitada.

Para que serve o ponto G?

A partir do momento que você já sabe onde está localizado o ponto G, ele pode ser estimulado para oferecer uma sensação intensa. Em algumas mulheres, a partir do momento em que ele é estimulado, é capaz de chegar ao orgasmos. Como está abaixo da uretra, pode ser facilmente confundido durante a sua manipulação.

Ainda assim, ele não é o único sensível na vagina, existe o ponto A. Este é localizado na parede anterior da vagina, entre o ponto G e o colo do útero. O ponto A é o responsável pela lubrificação do canal vaginal durante a penetração. E ainda tem o ponto U, este entre o clitóris e o começo da vagina.

Agora que você já conhece todos os detalhes sobre o ponto G, saiba que é preciso comer alimentos saudáveis e praticar atividades físicas, para que os seus hormônios não fiquem desregulados e acabem atrapalhando na sua vida sexual.