Fecomércio-RS : Sondagem dos Meios de Hospedagem aponta expectativas positivas para o segundo semestre de 2021

Sondagem dos Meios de Hospedagem no Rio Grande do Sul
Sondagem dos Meios de Hospedagem no Rio Grande do Sul

Sortimentos.com Turismo

Fecomércio-RS : Sondagem dos Meios de Hospedagem aponta expectativas positivas para o segundo semestre de 2021

Dificuldades a serem superadas são grandes, mas expectativa positiva predomina com a perspectiva de reabertura e maior circulação à medida que avança a vacinação 

A Fecomércio-RS divulgou no dia 3 de agosto de 2021, a sua Sondagem de Meios de Hospedagem, que traça o perfil do segmento gaúcho trazendo como destaques o impacto da crise e as percepções dos empresários de um dos setores mais afetados pela pandemia. Passado mais de um ano depois do começo da crise, a avaliação das perdas por parte dos empresários deixa evidente o tamanho do impacto sentido pelo setor até agora: 6,2% dos empresários referiram estar ainda com seu negócio fechado e a maior parte dos negócios (67,0%) tem perdas que se distribuem entre 25% e 75%. Apenas 1,0% registraram aumento no faturamento desde o início da pandemia.  

Sobre o desempenho das vendas nos últimos seis meses, a avaliação de vendas regulares correspondeu a 41,3% das respostas, enquanto as avaliações positivas somam 29,3%, equilibrando as avaliações de vendas ruins por 29,4% dos entrevistados.  

“Com a retomada muito dependente do controle da pandemia e, portanto, do avanço da vacinação para que a mobilidade possa voltar aos níveis pré-crise, temos um cenário em que a reação acontece, mas tem sido lenta”, afirmou o presidente da Fecomércio-RS, Luiz Carlos Bohn. Segundo ele, esse contexto é ainda mais desafiador quando grande parte dos meios de hospedagem gaúchos estão associados ao turismo executivo, segmento cuja dinâmica foi alterada com a possibilidade dos encontros online. “As mudanças estruturais desse segmento também devem impactar a retomada do setor hoteleiro”, comentou Bohn. Na pesquisa, 64,7% dos empresários referiram ter no Turismo de Negócios a principal motivação para hospedagem, sendo que os dias de semana foram os apontados como o período em que há maior ocupação, conforme apontaram 68,3% dos respondentes.  

Para os próximos meses, com a perspectiva de reabertura e maior circulação à medida que avança a população imunizada, a Sondagem de Meios de Hospedagem identificou que predominam as expectativas de melhoria nas vendas, conforme apontaram 85,0% dos entrevistados: 63,4% mais moderados, esperando vendas um pouco melhores e 21,6% esperando que as vendas melhorem muito.  

No que diz respeito às expectativas relacionadas à força de trabalho, no balanço entre as perspectivas de aumentos e de reduções, prevalecem as contratações, com 25,9% dos entrevistados projetando expansão dos contratados ante 18,2% que projetam reduções. Para 39,7% o tamanho das equipes não deve sofrer alterações, enquanto 17,1% dos entrevistados não souberam afirmar – resultado que reflete as incertezas que permeiam o processo de retomada esperado para o segundo semestre.  

A Sondagem de Segmentos de Meios de Hospedagem da Fecomércio-RS foi realizada entre 23 de junho e 16 de julho deste ano. A pesquisa entrevistou 385 estabelecimentos no Rio Grande do Sul.

Veja aqui a Sondagem Completa dos Meios de Hospedagem

Nota publicada com apoio dos sites Temporada Verão 2022 e Réveillon 2022 no Brasil