Polêmica : Pirelli diz que estouro de pneu de Vettel foi ocasionado por desgaste após uso excessivo

Pneus Pirelli estouro de pneu uso excessivo de Pneus Pirelli
PIRELLI AFIRMA QUE NÃO HOUVE PROBLEMA ALGUM COM A INTEGRIDADE ESTRUTURAL DOS PNEUS EM SPA
RECOMENDAÇÃO DA FABRICANTE ITALIANA ERA DE QUE CARROS FIZESSEM DUAS OU TRÊS PARADAS
ESTOURO DO PNEU DE VETTEL FOI OCASIONADO POR USO EXTREMADO DO COMPOSTO, QUE CHEGOU AO FIM DE SUA VIDA ÚTIL
Em consideração às críticas feitas pelo piloto alemão da Ferrari, Sebastien Vettel, a Pirelli informa que, após o incidente com o piloto Nico Rosberg foi realizada uma investigação completa e chegou-se a conclusão que nenhum dos pneus levados ao GP de Spa-Francorchamps tinham problemas estruturais. Nem os da Mercedes, tampouco os da Ferrari ou de qualquer outra equipe.
A Pirelli informa ainda que recomendou aos times que fizessem duas ou três paradas de pit-stop para obterem a melhor performance possível dos pneus. A Ferrari, ao contrário disso, usou uma estratégia arriscada e fez apenas uma parada (obrigatória) com o carro de Vettel, o que levou o composto traseiro direito ao limite de suas condições de uso.
O circuito de Spa é, reconhecidamente, exigente para os pneus. Eles recebem esforços não apenas nas freadas e curvas, como também verticalmente, em função do baixo índice de pressão aerodinâmica dos set-ups das equipes, por ser um traçado muito veloz. Assim, seu uso requer um gerenciamento dentro dos padrões recomendados. O pneu de Vettel estourou por desgate.
Paul Hembery, Diretor de Motorsport da Pirelli: “O que aconteceu com o pneu da Ferrari de Vettel deve-se pura e simplesmente ao desgaste. Aquele pneu chegou ao fim da vida. E quando se chega aquele ponto, em qualquer pneu do mundo, vai haver problemas. Vettel fez 28 voltas com aquele jogo de pneus, o que é mais do que imaginávamos que alguém pudesse fazer hoje. A nossa recomendação para as equipes era de duas, até três paradas e os pneus escolhidos para esta prova foram pensados neste sentido. Aliás, como fizeram a maioria das equipes. A Ferrari claramente pensou que poderia fazer apenas um pit-stop. Há muitos fatores envolvidos nas corridas. Algumas equipes escolheram outros caminhos. Nós realmente não sabíamos o que a Ferrari pretendia fazer. Não houve qualquer semelhança com o que houve com o pneu do Nico Rosberg. O problema com Rosberg foi um corte externo, e o que aconteceu com o Vettel deve-se ao desgaste do pneu. Se olharem as fotografias, a carcaça do pneu está intacta. Foi puro desgaste. Basicamente, entendo eu eles arriscaram, mas não deu certo.”