Porto Alegre : jornalistas argentinos destacam abandono e descuidado com a cidade

Porto Alegre Abandonada

por Fábio Juchen ( editor de sortimentos.com )

Ruas esburacadas e sem sinalização horizontal na pista, mobiliário público abandonado, praças e calçadas com mato alto, imobilidade através da diminuição da tabela horária do transporte público por ônibus ( apesar dos aumentos acima da inflação, aumento da idade da frota e isenções aos concessionários ), são constatações diárias na Capital gaúcha. Os porto-alegrenses já compreenderam que os gestores públicos, prefeito de Marchezan Jr (PSDB) e Gustavo Paim (PP), são engodo político e fazem uma péssima gestão de Porto Alegre, com apoio de maioria dos vereadores e por grande parte de líderes empresariais.

O acordão político administrativo porto-alegrense existente entre Executivo e Legislativo é prejudicial à cidade, que a cada dia que passa, sofre com o descuido, incompetência, descaso, retiradas de direitos, aumento de impostos, entre outros.

Os jornalistas da rádio Cadena 3, líder de audiência em Córdoba, na Argentina, apresentaram em vídeo o abandono e descuidado com Porto Alegre, ao visitarem a cidade para a cobertura do jogo dos argentinos contra o Catar pela Copa América 2019. No vídeo, os repórteres apontam calçadas quebradas, sujeira, grama alta, água parada, pichações, buracos, vazamentos, vandalismo, falta de estrutura para receber grandes eventos e o abandono do Parque da Redenção ( fontes desativadas, Café do Lago destruído, calçamento em ruínas, gramados sem capina, lixeiras e bancos quebrados ). Em síntese, a ausência da gestão pública.

Print de tela do site oficial da Copa América

O site divulga como dica para o turista, ver o por do sol na orla do Guaíba, visitar o Centro Histórico e o parque Farroupilha – Redenção. Os gestores públicos desatentos, negligentes e ou irresponsáveis, não acompanham nada sobre a cidade.

Print sobre Porto Alegre no site oficial da Copa America
Print sobre Porto Alegre no site oficial da Copa America

Turismo em Porto Alegre é maltratado

Faltam eventos e quando há, falta estrutura. A festa de virada de ano no Gasômetro, foi descartada por dois anos. Quando houve, teve seu planejamento em cima da hora. Resultado : faltaram parceiros. O Carnaval na cidade é uma confusão e vale menos de 60 mil reais. A administração de Porto Alegre que baseia suas ações através de apoio financeiro do setor privado, mostra incapacidade para a captação de recursos. Fica a dúvida. São eles tão inaptos ou os projetos são ruins ou inexistentes ? Como pode os gestores públicos não prepararem a cidade para um evento internacional ? Claro, que pode! Eles gastam o tempo para pensar em como aumentar impostos, autorizar aumento da tarifa de ônibus acima da inflação, impor aumento mesmo contrariando os desejos do empresários ( ATL ), retirar direitos dos servidores públicos municipais, desmontar serviços de saúde e educação, como contratar mais CC’s e terceirizar e como atender os desejos e necessidades dos amigos e parceiros.

Acordão Executivo e Legislativo

A tristeza maior é perceber que a maioria dos vereadores de Porto Alegre avaliza a administração da cidade. O legislativo municipal aprova quase todos os projetos enviados pelo Executivo. Então, a Câmara de Vereadores, também é responsável pela vergonha que são os depoimentos dos jornalistas.

Sim, lembrando : a Câmara Municipal da Capital gaúcha aprovou projetos e autorizações para a Prefeitura captar recursos e parceiros para o mobiliário público e para adoção de praças. Aprovaram por aprovar, em apoio a Prefeitura. Aprovaram, promessas. Aprovaram e não cobram do município a execução dos projetos. Aprovaram por ‘acordão’. Já a revisão do IPTU e aumento da tarifa e idade da frota dos ônibus, é implantado de imediato. Os problemas da cidade são consequência da sinergia de uma gestão desastrosa do Executivo com o amorfismo de um Legislativo descomprometido com o cidadão. Não é só produtos que precisam de recall. Políticos, também!

Só para lembrar : Votei em Marchezan e Paim. Confesso, caí no conto. Arrependido até o último fio de cabelo. Eles e partidos, meu voto, nunca mais! Vereadores : tenho um representante, cinco votam de acordo com meu pensar. Os demais, meu voto e apoio, não!