Fórum da Liberdade 2015 – "O problema da América Latina é psicológico e causado pela vitimização", disse Glória Alvarez

Fórum da Liberdade 2015 01 Sortimentos
Glória Alvarez, cientista política e diretora do Movimento Cívico Nacional da Guatemala, falou sobre a opressão na América Latina durante o último dia do 28° Fórum da Liberdade, realizado na PUCRS, em Porto Alegre (RS). Para a palestrante, os sinais de opressão são o corporativismo, o mercantilismo estatal, os privilégios, a transferência de riqueza e a lei politizada. Glória salientou que o Estado tem uma visão corporativa da América Latina e é preciso um agrupamento para conquistar direitos. “Como indivíduos não valemos nada, portanto, temos que nos agregar ao melhor “clube””, disse.
Sobre o mercantilismo estatal, ela criticou a máquina do estado. “Nunca houve uma entidade neutra para a convivência da sociedade”, explicou. Além disso, a cientista lembrou que a cor da pele determina alguns códigos da lei, o que classifica como privilégio. “Sou contra cotas para gays, mulheres ou pobres. Para mim, o aparelho reprodutor ou qualquer outra coisa não tem a menor importância. O que quero saber é o que há dentro da cabeça”, revelou.
Ela criticou a mentalidade e o discurso vitimista de uma maioria e alertou para as sérias consequências que isso provoca. “O problema da América Latina é psicológico e causado pela vitimização. O que fazem é gerar exércitos de pessoas sem autoestima, inseguras e incapazes de assumir riscos financeiros. No entanto, que também querem ser milionárias”, disse.
Como conselho aos brasileiros, ela pediu cuidado com os políticos que carregam bandeiras da falsa filantropia. “Cuidem-se brasileiros, cuidem-se dos políticos que dizem não ter interesses pessoais”, indicou. Glória acrescentou, ainda, que a esperança do povo é perigosa, pois as pessoas clamam por um homem que seja bom, que não pense nele como um todo e que tenha os interesses voltados para o povo somente. “Meus amigos, a menos que seja um marciano, esse homem não existe”, concluiu.
 
FÓRUM DA LIBERDADE
O Fórum da Liberdade é realizado pelo Instituto de Estudos Empresariais (IEE) desde 1988 e reúne, durante dois dias de evento, mais de 5 mil pessoas. Ao longo das 27 edições já realizadas, o Fórum reuniu mais de 70 mil participantes, 245 conferencistas, 7 chefes de Estado, 5 ganhadores do Prêmio Nobel de Economia, 113 acadêmicos e intelectuais, 16 ministros de Estado e 36 lideranças empresariais. Neste período, foram debatidos temas de cunho econômico, político e social, sempre com o intuito de apresentar à sociedade a opinião de diversas lideranças mundiais e, preponderantemente, abrindo espaço para a pluralidade de ideias. O Fórum alcançou reconhecimento e credibilidade nacional e internacional, através dos grandes conferencistas que reúne em Porto Alegre e da seriedade e dedicação colocada em cada atividade do evento.
Fórum da Liberdade 2015 no Sortimentos.com || Foto : Fernando Conrado – Texto : Enfato