Bebidas – Consumo de refrigerantes no Brasil cai 20% em seis anos

Bebidas Consumo refrigerantes Brasil
Os brasileiros consumiram 20% menos refrigerante nos últimos seis anos. É o que aponta a pesquisa de Vigilância de Fatores de Risco e Proteção para Doenças Crônicas por Inquérito Telefônico de 2014, do Ministério da Saúde.
Entretanto, de acordo com a pesquisa, apesar da queda no consumo, 21 % dos entrevistados disseram que bebem refrigerante cinco vezes por semana.
A diretora de Vigilância e Promoção da Saúde do Ministério da Saúde, Deborah Malta, alerta para os riscos que o excesso de refrigerante traz para a saúde.
“Em geral, os refrigerantes têm grande adição de açúcar e isso pode levar riscos inerentes à saúde, tanto em relação à obesidade, ao diabetes, como também inúmeras doenças cardiovasculares. E, além disso, na sua forma dietética tem, além de inúmeros outros componentes, o teor de sal, que também produz doenças cardiovasculares com destaque para a hipertensão arterial”, destaca.
Dieta e saúde
A autônoma, Lourdes Garcia, soube recentemente dos prejuízos que os refrigerantes podem trazer para a saúde. Desde então, ela decidiu abandonar a bebida.
“Eu parei, no geral mesmo. Não me faz falta. Foi uma opção minha por saúde. Aqui ou acolá ainda faz falta, mas a gente vai levando sim. Dá para controlar essa vontade. Eu percebi que estou mais a vontade para caminhar e quanto a questão da sede, estou tomando mais água do que antes, quando eu tomava refrigerante”.