Atividade econômica cai em agosto e recessão avança no terceiro trimestre, diz Serasa Experian

estatistica queda diminuicao 201601

Indústria foi o setor que mais puxou o resultado de agosto para baixo

Segundo o Indicador Serasa Experian de Atividade Econômica (PIB Mensal), houve queda de 0,7% no movimento dos negócios em agosto/16, já efetuados os devidos ajustes sazonais, na comparação com o mês imediatamente anterior (julho/16). Em comparação com o mesmo mês do ano passado (agosto/15), houve retração de 2,6% na atividade econômica em agosto/16. No acumulado do ano até agosto/16, a atividade econômica brasileira exibiu contração de 4,2% em relação ao mesmo período do ano passado.

De acordo com os economistas da Serasa Experian, o recuo mensal de 0,7% em agosto/16, na sequencia de uma queda de 0,2% ocorrida em julho/16, aponta que a recessão econômica avança para dentro do terceiro trimestre do ano. Os juros altos e queda do poder de compra da população são alguns dos fatores que justificam a manutenção do quadro recessivo para a economia brasileira.

Pelo lado da oferta agregada, a agropecuária recuou 0,7% em agosto/16 e o setor de serviços caiu 0,3% neste mesmo mês. Porém a maior retração foi verificada no setor industrial, o qual registrou queda e 1,8% em agosto/16 perante o mês de julho/16.

Já do ponto de vista da demanda agregada, todos os componentes da demanda doméstica recuaram em agosto/16: consumo das famílias (-0,5%); consumo do governo (-0,3%), investimentos (-5,1%) e exportações (-3,2%). As importações também recuaram em agosto/16: queda de 0,3% frente julho/16, já efetuados os devidos ajustes sazonais.