Fábio Juchen : sábado para vinhos brasileiros e francês

O sábado (11.03.17) foi voltado à degustação de vinhos brasileiros e francês. A tarde, eu e minha esposa, participamos a convite do Ibravin ( Instituto Brasileiro do Vinho ) da apresentação de vinhos, espumantes e sucos de uva de 13 vinícolas brasileiras ( Aurora, Casa Perini, Don Giovanni, Lidio Carraro, Maison Forestier, Nova Aliança, Peterlongo, Pizzato, Estancia Paraizo, Routhier & Darricarrère, Bueno Wines e Dunamis ). Já a noite, a degustação continuou em casa, com rótulo francês enviado pelo ClubedoVinho, clube que integra o VinhoSite, e-commerce da Casa Rio Verde, tradicional importadora mineira, com 27 anos de mercado e cinco lojas físicas em Belo Horizonte.

TOUR VINHOS DO BRASIL
Fábio Juchen : sábado para vinhos brasileiros e francêsExperimentar os rótulos selecionados pelos produtores entre uma conversa e outra com os amigos, a possibilidade de tirar dúvidas relacionadas ao universo vitivinícola nacional e saborear as criações da chef Marília Gabriela Félix, dona da cozinha da Casa Destemperados, criaram para o final de tarde de sábado um momento especial  e prazeroso. A minha preferência para a degustação foram os tintos. Os escolhidos para estarem futuramente na adega foram :
:: Tannat Cerro da Cruz  da Nova Aliança : gostei do amadeirado da barrica de carvalho e a intensidade do sabor. É um vinho envelhecido em barricas de carvalho francês por um período de 14 meses, com cor vermelho Rubi é elaborado a partir da variedade Tannat. Com notas de especiarias, baunilha, chocolate e tostado. A sugestão é servir com carnes grelhadas e molhos fortes, cordeiro e carnes de caça e pelo, queijos maturados de massa semi dura como Roquefort, Gorgonzola, Stilton e Danablue. 

:: Cabernet Sauvignon Don Thomaz y Victória : produzido pela Estância Paraizo de propriedade da família Mercio, vinda da Ilha de São Jorge, Portugal, em 1790, o vinho é equilibrado, leve, encorpado e harmonioso com 1147 garrafas verificadas e numeradas com teor alcoólico de 13,6%. A cor é rubi intensa e o aroma é rico e complexo. O produto é fruto do vinhedo de 3 hectares da Varietal Cabernet Sauvignon , importadas da Itália, sendo o primeiro vinhedo da Varietal no Brasil registrado no Ministério da Agricultura. A Estância faz parte do projeto de Indicação de Procedência Campanha, liderado pela Embrapa, cujo objetivo é estabelecer uma indicação geográfica para os vinhos finos fabricados na Região da Campanha no Rio Grande do Sul.  A produção que utilizou a safra 2011 é gerenciada pela 7ª geração da família.

Fábio Juchen : sábado para vinhos brasileiros e francês:: Cabernet Sauvignon Salamanca do Jarau da Routhier & Darricarrère :  edição limitada do Vinho Tinto Seco Fino Província de São Pedro 2012´. Elaborado com 100% de Cabernet Sauvignon , com 12,5%  de graduação alcoólica , foi envelhecido 1 ano em Barricas Velhas de Carvalho Francês. A cor é o vermelho rubi intenso. Aromas de frutas negras como ameixa, mirtilo e de madeira como cedro e carvalho. Vinho aveludado com taninos próprio para saborear com carnes vermelhas, massas com fungi e molhos fortes. Vale destacar o rótulo  desenhado pelo artista plástico Gelson Radaelli. A figura nele representada é a Teniaguá, umas das personagens principais do conto ‘A Salamanca do Jarau’ do escritor pelotense Simões Lopes Neto.

EM CASA
Fábio Juchen : sábado para vinhos brasileiros e francêsNo caminho para casa, usando o serviço de transporte individual por aplicativo,  eu e minha mulher, Lucia Helena, decidimos continuar a degustação de vinho. O selecionado foi o rótulo ‘Rendez Vous’, cabernet franc e cabernet sauvignon, safra 2014, indicado por Gabriel Habkouk, gerente de e-commerce da Casa Rio Verde.  Já na cozinha, eu, Chef Fábio, criei opções para harmonizar com o vinho da vinícola francesa Chateau Viranel,  que possui uma coloração vermelho rubi, aromas de frutas vermelhas, cereja e algumas notas de especiarias. No paladar frescor mineral e frutas vermelhas. O vinho harmoniza com aves, carne de porco, massa e queijo parmesão, proporcionou o frescor ideal para a noite quente. E o cardápio, chef Fábio ? Segredo. Sou péssimo cozinheiro. Sou apenas ótimo curioso na cozinha !

VALE LEMBRAR
As sugestões são aquelas que agradam meu paladar. Não é nada técnico. Não sou sommelier ou enólogo. Sou consumidor. Um aprendiz de enófilo.

Fábio Juchen é fundaor e editor dos sites sortimentos.com ( sortimentos.com e sortimentos.com.br ), Moda Eventos (modaeventos.com.br) e Looks da Moda ( looksdamoda.com )