Brasil poderá receber jogos da Copa do Mundo de Futebol – Fifa, em 2030

Porto Alegre chuva - Foto Vanessa Silva - PMPA
Porto Alegre chuva – Foto Vanessa Silva – PMPA


O Brasil pode voltar a receber jogos da Copa do Mundo de Futebol – Fifa, em 2030.

Organizadores da campanha para sediar a competição  admitiram ao jornal “Estado de São Paulo” que estudam envolver a região Sul do País no projeto. A Copa do Mundo de 2030,  tem como candidatos oficiais Uruguai, Argentina e Paraguai para uma sede conjunta.

Diante da constatação de que faltariam estádios nesses três países e o custo para promover o torneio poderia ser pesado, surgiu a possibilidade de incluir o Brasil no evento. A partir de 2026, 48 seleções disputarão o Mundial – atualmente são 32 times -, num evento que terá uma nova dimensão e vai exigir dezenas de campos de treinamentos, hotéis e um número maior de estádios.

Além de campos de treinamento e bases para seleções ficarem durante a Copa 2030, a inclusão do Brasil permitirá a  utilização dos estádios brasileiros para algumas partidas da primeira fase, reduzindo o número limitado de arena nos três países.

Porto Alegre, no Rio Grande do Sul, poderia ceder a Arena do Grêmio e o Beira-Rio, que foi palco da Copa 2014, para os jogos em 2030. Além dos estádios gaúchos, a Arena da Baixada, em Curitiba, que também recebeu jogos em 2014, é uma das arenas cotadas e que se enquadra nos critérios da Fifa.

CBF
Um novo Mundial é considerado como prematuro criando questionamentos de uma nova Copa por aqui. A entidade espera que seleções escolham o Sul do Brasil como eventuais sedes  e que Porto Alegre e Curitiba sejam bases para parte da organização.

A Copa do Mundo de 2030 tem como candidatos oficiais Argentina, Uruguai e Paraguai, que fariam o torneio em conjunto. A China é a mais forte concorrente.