Domício Brasiliense – Por que não me posiciono ?

Domício Brasiliense / Domício Brasiliense - Por que não me posiciono

Por que não me posiciono ?
por Domício Brasiliense*

Medo, uma curta palavra com longo alcance. Pequena na  sua forma e gigantesca no seu efeito
paralisante em nossas vidas.

O Medo possui força no nosso temor em realizar mudanças em nossas vidas.
Temos medo de decepcionar e perder as pessoas que gostamos, de perder um emprego ou oportunidade
de negócios, do dia de amanhã e de tudo que possa desestabilizar nossa teórica vida estável.
Afinal de contas, o que é uma vida estável? Cumprir com as obrigações sociais, namorar,
casar, ter filhos, um emprego, estudo, etc. Temos feito tudo isto e, muitas vezes, não nos sentimos felizes.

Parece que estamos carentes de Empolgação. De estarmos  motivados por uma única causa: a nossa!
O nosso direito de exercer, da forma mais plena possível, o nosso maior bem: esta vida que temos.
Como? Escutando-nos e procurando entender o porquê de estarmos tão paralisados no medo
das mudanças, tentando descobrir porque não acreditamos em nós e nas nossas possibilidades
de viver a vida. Precisamos tentar nos redescobrir através da análise em relação ao que realmente
gostamos nas nossas vidas, as pessoas que queremos por perto, nossas preferências pessoais,
enfim, as nossas reais prioridades para que nosso coração esteja acalentado.

Algumas vezes, o que nos invade é a Ansiedade, sinalizando como um alarme de que há perigo a vista.
No entanto, temos tido dificuldade em entendê-la, fazendo uso de medicações que inibam
seus efeitos, sem tratar a causa disso tudo. Quase sempre é porque nos distanciamos
exatamente disto: da nossa causa. Não há como viver bem se não soubermos e nos sentirmos
vivendo nossas vidas da forma mais prazerosa e realizadora possível. Além do nosso direito
de ter tudo o que a vida possa nos oferecer, precisamos estar em sintonia com nós mesmos
para que todas as coisas possam fluir bem. Isto quer dizer que precisamos jogar no nosso time
e não no dos outros, que precisamos ter causas próprias escutando nossos sentimentos
e o que eles aspiram.

Tenhamos o Medo necessário, a Empolgação imprescindível e a Ansiedade como um alerta
para que nossas vidas sejam realmente vividas.

DOMÍCIO BRASILIENSE

DOMÍCIO BRASILIENSE

Psicoterapeuta transpessoal, palestrante, autor do livro O Encontro de Eus – Um caminho…
Uma vida diferente, Domício utiliza de sua facilidade de empatia, compreensão e impulso
com o ser humano para realizar um trabalho que vem conquistando o público e os leitores.

Formado em Pedagogia pela FAPA/RS – Faculdade Porto-Alegrense de Educação Ciências
e Letras e Pós-Graduado em Psicologia Transpessoal pela Associação Luso Brasileira
de Transpessoal – ALUBRAT/RS. Há 23 anos dedica-se à área da Educação e Recursos Humanos,
sendo 15 anos como Professor e Orientador Educacional, 15 anos como Terapeuta Familiar
e como Psicoterapeuta Transpessoal com atendimentos individuais e em grupo.
Presta assessoria organizacional na área das capacidades das relações humanas em diversas
empresas e instituições.

Realiza palestras nas áreas de Filosofia, Psicologia e Sociologia da Educação; Orientação
e Carreira Profissional; Interrelações na Sociedade; Relações Interpessoais no Trabalho;
Violência nos ambientes escolares e do trabalho.