Vinícola Cobos apresenta melhores safras de seus vinhos

21/11/2011 || 23:01 |   

Vinícola Cobos apresenta melhores safras de seus vinhos

Uma das vinícolas mais conceituadas na região de Mendoza, na Argentina,
promoveu degustação de quatro de seus melhores exemplares na importadora
Grand Cru, em Porto Alegre. O enólogo da vinícola Cobos, Ariel Nuñez Porolli,
destacou que a qualidade é sempre o principal objetivo. “A cada ano são
engarrafados apenas 3 mil exemplares quando a safra é boa, caso contrário
não disponibilizamos os vinhos no mercado”, salienta Porolli.

A vinícola exporta para 32 países, tendo os Estados Unidos como maior
mercado com 40% das vendas externas. As exportações são o principal
mercado da Cobos, sendo que apenas 20% da produção ficam disponíveis
ao consumidor argentino. Durante a degustação, Porolli ressaltou
a importância do mercado brasileiro, que nos últimos anos
vem registrando aumento no consumo de vinhos e onde a Cobos
já percebeu esta potencialidade.

O primeiro a ser degustado foi o Cobos Bramare Marchiori Chardonnay 2009.
Um vinho persistente e frutado, com aroma de coco e abacaxi.
O seguinte foi o Cobos Bramare Lujan de Cuyo Cabernet Sauvignon 2006
e graduação alcoólica de 15,3%, bem acima em relação à maioria
dos vinhos brasileiros. Aliás, esta é uma das características da Cobos
nos exemplares tintos apresentados nesse dia. Este vinho se apresentou
intenso e frutado, excelente para acompanhar uma refeição de carne vermelha.

Vinícola Cobos apresenta melhores safras de seus vinhos

Logo após foi apresentado o Cobos Bramare Marchiori Vineyard Malbec,
safra 2006, também com graduação alcoólica pouco acima de 15,3%.
Este vinho está em condições fantásticas e com capacidade de atingir
uma qualidade ainda melhor.

E para encerrar a degustação, Porolli reservou o carro-chefe da vinícola.
O Cobos Único 2008 é um assemblage elaborado com 82% de Cabernet
Sauvignon e 18% deMalbec. A graduação alcoólica deste vinho é a mesma
do varietal Cabernet Sauvignon: 15,3%. Desta safra, foram engarrafadas
apenas 4,5 mil unidades

Texto e fotos : Giuliano Mendes

SE BEBER NÃO DIRIJA